segunda-feira, 16 de abril de 2018

Enchente arrasta carro e deixa quatro vítimas no Agreste de Pernambuco

Quatro pessoas que estavam na Hilux MWS - 6215 morreram afogadas após o veículo ser arrastado pela correteza de um riacho no sítio Umburanas, em Jataúba, Agreste de Pernambuco. As vítimas foram Antônio dos Santos Lemos, 23 anos, sua mulher Clésia Queiroz Lemos, 19 anos, sua filha Ana Clara Queiroz Lemos, sete meses e a avó Marlene Maria dos Santos Lemos, 49 anos. O acidente ocorreu por volta das 20h deste sábado (14). Os passageiros eram conduzidos pelo motorista, identificado apenas como Lulinha, marido de Marlene e iam em direção a Santa Cruz do Capibaribe, onde moravam, quando se depararam com a enchente. 

Segundo relatos do Corpo de Bombeiros, o motorista insistiu em atravessar o ponto do riacho e acabou perdendo o controle do carro.Com o veículo sendo arrastado, Lulinha conseguiu descer quebrando o parabrisas, mas não houve tempo para salvar o resto da sua família. Os corpos foram retirados do riacho por volta das 22h do sábado, por mergulhadores do 2º Grupamento de Bombeiros de Caruaru, do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE).                                                                                                          Fonte; Diaro de Pernambuco

Neta de Arraes tenta viabilizar candidatura

Pré-candidata ao governo de Pernambuco pelo PT, ela evita falar do primo, o ex-governador Eduardo Campos

Vinicius Torres Freire – Folha de S.Paulo
Marília Arraes investiu no PT quando o petismo entrava em baixa acelerada. Rompeu com o PSB em 2014, filiou-se ao novo partido em 2016 e em fevereiro deste ano marcava 20% nas pesquisas para o governo de Pernambuco, atrás apenas do governador, Paulo Câmara (PSB).
Marília, 34, vereadora do Recife, é uma rara novidade no Partido dos Trabalhadores. Ainda assim, se fez pré-candidata ao custo de embates duros na cúpula local do partido, que tendia a se aliar ao governador.
O PSB foi o partido do final da vida de Miguel Arraes (1916-2005), avô de Marília, governador de Pernambuco por três vezes, a primeira em 1963-1964, quando foi cassado e preso pela ditadura. Foi o partido de Eduardo Campos, seu primo e também neto de Arraes, morto em acidente de avião quando candidato a presidente, em 2014.
Marília desentendeu-se de vez com o PSB em meados de 2014. Comentaristas da política pernambucana dizem que Campos escanteava a prima, privilegiava seu ramo da família e sabotou candidatura dela a deputada federal. Depois do rompimento, foi vítima de ataques sórdidos.
A vereadora evita citar o nome do primo e atribui sua saída a vários conflitos políticos e ideológicos. "Sou muito uma pessoa de partido", "socialista", diz, "e o PSB derivava à direita, entre muitos outros problemas".
Na carta pública em que comunicava seu desligamento, dizia que o PSB teria aparelhado os três Poderes no Estado, que a cúpula do partido era autoritária e bajulava a família Campos.
Em 2014, o PSB local aliou-se ao que Marília chama de "partidos reacionários" (DEM, PSDB, MDB e PPS) e ao PSDB de Aécio Neves e "à curriola da direita". No estado, fez campanha pelo candidato apoiado pelo PT, o senador Armando Monteiro (PTB), ex-ministro de Dilma Rousseff, ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria e um seu provável adversário em 2018.
Marília parece petista de raiz. Critica o "linchamento midiático" de Lula da Silva, "condenado sem provas por Sergio Moro", parte de uma campanha para barrar nova vitória do ex-presidente, promover uma agenda "antipovo" e destruir as "conquistas" dos anos petistas.
O programa antipovo são as reformas da Previdência e trabalhista, o teto de gastos públicos, a privatização da Eletrobras. Marília é contra a venda das companhias estaduais de água e gás, cogitada pelo governo atual, diz.
FAMÍLIA
Começou a trabalhar no setor público no ano em que se graduava em direito pela Universidade Federal de Pernambuco, 2007. Era assessora da secretaria de Juventude e Emprego do primeiro governo de Eduardo Campos.
Jamais trabalhou como advogada. Por um tempo, pensou em ser delegada de polícia. Em 2008, planejava ser diplomata e estudava para o concurso do Instituto Rio Branco quando decidiu se candidatar a vereadora, vencendo a primeira de três eleições consecutivas. Afirma que financiou as campanhas com recursos de família, pessoais e de amigos.
Conta que se interessava por política desde os 15 anos, quando acompanhava as andanças do avô Arraes, que não estimulava filhos e netos a entrar na carreira, ao contrário, diz.
A família está na política faz tempo. Embora não tenha mencionado essas trivialidades, descende de dois barões do Império, senhores de engenho, um deles presidente da província de Pernambuco e ministro de Pedro 2ª, entre outras heranças. É sobrinha do diretor de TV e cinema Guel Arraes e da ministra do TCU Ana Arraes, ex-deputada federal.
Marília evita conversas sobre família. Casou-se em 2014 com Felipe Francismar, vereador de Recife pelo PSB, e separou-se em fins de 2016, começo de 2017 ("motivos pessoais, não foi política"). Fica constrangida de falar no assunto, embora pareça expansiva --cumprimentou o jornalista da Folha com um beijo e um abraço. Na tarde da entrevista, estava preocupada em levar a filha Maria Isabel, quase três anos, ao médico. "Virose".
Pressionada a contar um pouco mais da vida, dá a entender que se ocupa integralmente de política e da filha. Mora no bairro de Casa Amarela, cozinha quase nada, nenhum esporte, dança algum forró, lê basicamente política. Parou de fumar em 9 de janeiro de 2013, com uma recaída breve na campanha de 2016.


Diz que sua candidatura está praticamente certa, apesar de boatos locais de que o PT nacional poderia mudar de ideia. Planos para o governo ainda estão na prancheta, mas diz que entre suas preocupações principais estão o problema da água, políticas industriais e de desenvolvimento de regiões do sertão e violência.                                                                                                                                                                  fonte: Blog do Magno Martins

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Sindicato dos Delegados da PF do Paraná pede transferência de Lula

Eles pedem remoção de Lula para uma unidade das Forças Armadas com melhores condições de segurança para preservar pessoas no entorno e funcionários da PF

Publicado em 11/04/2018, às 11h42
Lula chegou à sede da PF em Curitiba na noite do último sábado (7), quando começou a cumprir pena de 12 anos e 1 mês de prisão / Foto: Agência Brasil
Lula chegou à sede da PF em Curitiba na noite do último sábado (7), quando começou a cumprir pena de 12 anos e 1 mês de prisão
Foto: Agência Brasil
Editoria de Política

Atualizada às 12h04
O Sindicato dos Delegados da Polícia Federal do Estado do Paraná (SinDPF/PR) enviou um ofício à Superintendência da PF de Curitiba solicitando a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para uma unidade das Forças Armadas, com melhores condições de segurança e que evite os transtornos às pessoas que moram no entorno, ao público atendido na PF e aos próprios funcionários. A defesa do petista já avaliava solicitar a sua remoção. 
Lula se encontra detido em uma cela especial no quarto andar da PF, no bairro de Santa Cândida, em Curitiba, desde a noite do último sábado (11), quando começou o cumprimento da pena de 12 anos e 1 mês de prisão pela ação penal do triplex.
Desde então, centenas de militantes encontram-se acampados nas ruas do entorno à sede da PF e prometem permanecer até que o ex-presidente seja solto. A Polícia Militar fez um bloqueio que proibiu o acesso de manifestantes e trânsito de pessoas na área. Os apoiadores do petista ainda aguardam a vinda de mais pessoas ao longo desta semana.

O sindicato leva em consideração a presença dos manifestantes e a necessidade de isolar a área, o que prejudica a rotina dos moradores e pessoas que precisam de atendimento na PF, que inclui a emissão de passaportes e antecedentes criminais. 'Além disso, os policiais federais envolvidos nesta operação de segurança estão sem poder desenvolver suas atividades policiais normalmente”, diz nota do sindicato. 

Jungmann

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nessa terça-feira (10) que a transferência de Lula para uma sala de Estado Maior em repartição militar depende de autorização unicamente da Justiça. Segundo o ministro, não há como o Executivo interferir no assunto. Ele também negou que concordaria em flexibilizar regras de visitas ao ex-presidente, como chegou a relatar a presidente do PT, Gleisi Hoffmann.
                                                                                                                                                                    Fonte: NE 10

Captação provisória do ‘volume morto’ de Jucazinho deve começar dentro de 30 dias


Beneficiada com as chuvas dos últimos dias, a barragem de Jucazinho, no município de Surubim,  voltou a acumular água depois de um ano meio em colapso. O diretor Regional do Interior da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Marconi de Azevedo, fez uma visita técnica ontem (9) à barragem, e avaliou que dentro de 30 dias, a Compesa deve começar a captar água do ‘volume morto’ do reservatório, por meio de uma bomba flutuante. 

“O normal seria aguardar que o nível superasse o volume morto para o início da retirada  de água, mas diante da necessidade de atendimento das cidades abastecidas pela barragem, iremos fazer algumas adequações para a captação provisória”, adiantou o diretor.
 
A Barragem Jucazinho é o maior reservatório para abastecimento do Agreste, tem capacidade para armazenar mais de 327 milhões de metros cúbicos de água. O manancial registra agora 2,58% do seu nível de acumulação, volume que corresponde a 8,4 milhões de metros cúbicos de água e é responsável pelo atendimento de  15 municípios do Agreste, dentre eles, Surubim, Cumaru e Passira. 

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a previsão para esse ano é de chuvas dentro da média na região Agreste, ou seja, cerca de 700 milímetros durante a quadra chuvosa. Se considerar que o período de inverno oficial das regiões do Agreste, Zona da Mata e Metropolitana do Recife apenas começou, tendo em vista que a quadra chuvosa vai de abril até julho, há esperanças de que o manancial possa melhorar o seu nível ainda mais.



                                                                                                                                                          Fonte: Assessoria de Imprensa e Blog do Alberico cassiano

Família convida para missa em memória de 1 ano de falecimento de Durcilene Fernandes, no Sítio Junco

Foto: Mário Andrade-Reprodução

A filha, Renata Fernandes, e demais familiares da agricultora Durcilene da Silva Fernandes, mais conhecida como "Dona Dulce", convidam para missa de 1 ano em sua memória. A celebração ocorrerá neste sábado, dia 14 de abril, às 15h, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, no Sítio Junco, em Casinhas. Prima do vereador Sinha do Junco, Dona Dulce faleceu no dia 10 de abril de 2017, aos 51 anos, após sofrer um ataque cardíaco. No domingo (15), também será celebrado o batismo do seu neto, o pequeno Jhonny Otávio, primeiro filho de sua única filha, Renata, fruto da união com um dos parceiros do nosso blog, João Oliveira.

terça-feira, 10 de abril de 2018

Japonês de 112 anos é o homem mais velho do mundo

Apesar de se mover em uma cadeira de rodas, a família afirma que Masazo Nonaka tem boa saúde

Nascido em 25 de julho de 1905, o idoso recebeu um certificado oficial em sua residência de Hokkaido, a grande ilha japonesa do norte do país / Foto: AFP
Nascido em 25 de julho de 1905, o idoso recebeu um certificado oficial em sua residência de Hokkaido, a grande ilha japonesa do norte do país
Foto: AFP
AFP

O novo homem mais velho do mundo é um japonês de 112 anos, Masazo Nonaka, anunciou nesta terça-feira (10) o Livro Guinness dos Recordes Mundiais.
A família de Nonaka revelou os segredos de sua longevidade: seu fraco por doces e os longos banhos águas termais.
Nascido em 25 de julho de 1905, o idoso recebeu um certificado oficial em sua residência de Hokkaido, a grande ilha japonesa do norte do país.
Ele sucede um espanhol, Francisco Núñez Olivera, falecido em fevereiro aos 113 anos.
O japonês centenário vive com sua família, que gerencia um ryokan, um albergue tradicional onde os visitantes podem descansar em "onsen" (banhos termais).

"Ele se move numa cadeira de rodas, mas está em boa forma", conta à AFP Yuko Nonaka, sua neta.
"Ele adora comer todos os tipos de doces, japoneses ou ocidentais. Lê jornais todos os dias e usa muito os onsen".
Ele tem sete irmãos e uma irmã que vivem perto de sua casa, segundo o Guinness. Casado em 1931, teve cinco filhos.
O Guinness dos Recordes também está pesquisando para identificar a mulher mais idosa do mundo, um  título sem dona desde a morte da jamaicana Violet Brown, de 117 anos, em julho de 2017.
O Japão, conhecido pela longa expectativa de vida de seus habitantes, pode ser considerado o país que possui os homens mais velhos do mundo, incluindo Jiroemon Kimura, falecido em junho de 2013 com 116 anos, e Sakari Momoi, que morreu em julho de 2015, com 112 anos.
No ano passado, havia cerca de 68.000 centenários registrados no Japão, segundo estatísticas oficiais.
O recorde de longevidade que pode ser provado oficialmente, em ambos os sexos, correspondem à francesa Jeanne Calment, que faleceu em 1997 aos 122 anos e 164 dias de idade, segundo o Guinness.
                                                                                                                                                                    do NE 10

Diminui o número de famílias endividadas em Pernambuco



Foto: Domínio público

O número de famílias endividadas nos três primeiros meses de 2018 diminuiu um pouco.  O dado está registrado na Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC)  da Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC).  O indicador que estava em 67,9% recuou para 66,8%. A queda, mesmo pequena, é recebida como sinalização positiva, refletindo uma melhora na educação financeira das famílias.  Mesmo com um orçamento de início de ano apertado por conta do pagamento de impostos, despesas com educação e com o Carnaval, o pernambucano, ao que parece,  conseguiu equilibrar o nível de consumo e utilizar um pouco mais o pagamento a vista.
FAMÍLIAS
Segundo a pesquisa, Pernambuco possui 338.596 mil famílias endividadas, queda de 5.552 lares entre em um mês. É o melhor resultado dos últimos quatro meses. As famílias que possuem contas em atraso atingiram os 28,6%.  Atualmente, no Estado, existem 145.005 famílias com alguma conta em atraso, recuo mensal de 9.930 e anual de  24.614 devedores. A taxa de março de 2018 é a menor desde maio de 2017, quando o percentual chegou a 27,3%.
Os números só confirmam a expectativa  do setor varejista para 2018. A de que  este será um ano de recuperação das vendas.
do NE10

Penas máximas contra Lula podem chegar a 118 anos

Além do caso do Tripléx, Lula responde a outras seis ações, entre elas tráfico de influência e lavagem de dinheiro, e uma denúncia


Apesar do tempo de reclusão superlativo, o Código Penal não permite que se passe mais de 30 anos em regime fechado / Foto: ABr
Apesar do tempo de reclusão superlativo, o Código Penal não permite que se passe mais de 30 anos em regime fechado
Foto: ABr
Estadão Conteúdo

Já preso e condenado no caso do triplex do Guarujá (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva responde atualmente a outras seis ações e a uma denúncia. Se a Justiça aceitar integralmente essas novas acusações, a pena imputada ao petista poderá chegar ao máximo de 118 anos, já considerados os 12 anos e 1 mês referentes ao caso do triplex. Na hipótese de os juízes considerarem o limite mínimo, seriam 29 anos extras de reclusão
Nessas ações, Lula é acusado de cometer crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa, obstrução de Justiça e tráfico de influência. Duas das seis ações correm na Justiça Federal do Paraná, a cargo do juiz Sérgio Moro. As outras quatro tramitam no Distrito Federal, onde estão casos relacionados às operações Janus, Zelotes e também Lava Jato.
Apesar do tempo de reclusão superlativo, o Código Penal não permite que se passe mais de 30 anos em regime fechado. Também é muito difícil que Lula, mesmo reincidente, tenha condenações máximas.
"Por mais que seja reincidente, não alcançaria o máximo. Estaria num patamar intermediário, uns 50, 60 anos. Teria no mínimo um quinto ou um sexto para cumprimento em regime fechado", afirma o criminalista Fernando Castelo Branco, coordenador do curso de pós-graduação em Direito Penal do IDP-SP.

Castelo Branco também lembra que, aos 72 anos, o ex-presidente pode ao longo dos anos alegar - baseado em comprovações - problemas de saúde que o impeçam de ficar na cadeia.

Os crimes

Só os crimes de corrupção passiva, por exemplo, podem resultar em pena de um a oito anos - Lula responde por ele em quatro ações. Lavagem de dinheiro rende de três a dez anos, e o ex-presidente também é acusado da prática em quatro casos.
Procurada, a defesa de Lula não se posicionou até a conclusão desta matéria. Os advogados do petista, porém, têm negado as denúncias e acusado a Justiça de perseguição política. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
                                                                                                                                                                    do NE10

Paulo lamenta não poder visitar Lula

Nota oficial

O governador Paulo Câmara, que também é vice-presidente nacional do PSB, viajou, na manhã de hoje, para Curitiba, para visitar o ex-presidente Lula.
Diante da negativa da Justiça em permitir acesso a Lula, na Polícia Federal, o governador comunicou à senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, que lamentava a impossibilidade da visita e transmitiu sua solidariedade ao ex-presidente Lula, conforme tornou público em nota divulgada na semana passada.


Paulo esteve com a senadora durante encontro na residência do senador Roberto Requião, com os demais governadores do Nordeste. Os governadores também estiveram na Superintendência da PF em Curitiba, quando foram informados do indeferimento da solicitação da visita. Todas as despesas da viagem do governador Paulo Câmara foram custeadas pelo PSB Nacional.                                                                                                                                          Fonte:Blog do magno

Grande procissão encerra Festa da Pitomba

Demonstrações de fé e esperança marcaram o último dia da 361ª Festa de Nossa Senhora dos Prazeres, ontem, no Jaboatão dos Guararapes. Cerca de 100 mil fiéis participaram da grande procissão que encerrou o ciclo de atos religiosos em homenagem à santa padroeira da cidade.
O cortejo saiu do Santuário, localizado no Parque Histórico Nacional dos Guararapes, percorreu a Estrada da Batalha e retornou à igreja, onde foi celebrada a Bênção do Santíssimo pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. Além do novenário, que teve início no domingo de Páscoa, a famosa Festa da Pitomba trouxe ao público uma série de serviços ofertados pela prefeitura e diversas atrações culturais.  
Ao lado de milhares de fiéis, Dom Fernando Saburido reafirmou sua alegria em participar do tradicional encontro. “Essa é uma caminhada de esperança, um trajeto que se inicia no dia em que é comemorada a ressurreição de Jesus, por isso essa é uma festa de alegria, renascimento e perdão. Durante esses nove dias, a Prefeitura do Jaboatão caminhou de mãos dadas com a Igreja Católica, nos dando força e apoio para dar continuidade à nossa jornada de fé”, declarou o arcebispo.
O prefeito Anderson Ferreira ressaltou a importância da festividade e traçou um paralelo entre devoção popular e progresso. “Essa festa é um evento religioso que demonstra a força da fé do povo cristão. É um momento de demonstrarmos nossa fraternidade e amor ao próximo. Através da fé, esse evento se propõe a promover melhorias na nossa qualidade de vida, paz, bem-estar e harmonia. Esses são alguns dos valores e metas nos quais eu próprio acredito e pelos quais luto. Juntos somos a mudança de que Jaboatão necessita, somos mais um passo na direção da prosperidade e do progresso”, assinalou.
Durante nove dias, representantes da música e da cultura pernambucana se revezaram nos dois polos montados para a Festa da Pitomba – entre eles, Maestro Spok, Gerlane Lopes, Josildo Sá, MC Tróia, MC Elvis, Banda Torpedo, Batista Lima e Fim de Feira. O encerramento da festa ficará por conta do cantor e compositor Adilson Ramos, do cantor Rogério Som e da Banda Torpedo.